domingo, 29 de abril de 2012

Fluminense derrota o Volta Redonda e levanta a sua segunda taça em 2012

Campeão da Taça Guanabara, Tricolor vence por 2 a 0, em Moça Bonita, e fica com o Torneio de Consolação. Fábio Braga e Araújo fazem os gols

Pode não ser dos mais cobiçados troféus, mas o Fluminense levantou a sua segunda taça em 2012 neste sábado, em Moça Bonita. Ao derrotar o Volta Redonda, por 2 a 0, gols de Fábio Braga e Araújo (veja no vídeo ao lado), o Tricolor, que já havia ganho a Taça Guanabara e garantido assim sua vaga na final do Campeonato Carioca, conquistou o Torneio de Consolação, que disputou por não ter chegado às semifinais da Taça Rio, mas ter ficado em terceiro lugar no Grupo B. Apenas 228 pessoas pagaram ingresso (418 presentes) para ver a partida, que teve renda de R$ 4.935,00.

Agora, o Flu, que na semifinal havia eliminado o Macaé, com uma virtoria de 2 a 0, volta as suas atenções para a final do Campeonato Carioca. No dia 6 de maio, domingo, faz a primeira partida da decisão contra o campeão da Taça Rio, que será conhecido neste domingo na partida entre Vasco e Botafogo. Além disso, terá um confronto decisivo contra o Inter, nas oitavas de final da Libertadores, dia 10 de maio, no Engenhão.

Primeiro tempo morno
O Fluminense começou buscando o gol com mais vontade e aos sete quase marcou em cruzamento da direita de Wallace, que Matheus Carvalho por pouco não conseguiu completar de cabeça na pequena área. Na sequência da jogada Jean chutou forte da meia-lua, em cima do goleiro João Gabriel, que escorou a bola para impedir que ela entrasse. Quatro minutos depois, Lazini perdeu chance clara, completamente livre na área, ao tocar por cima do gol cruzamento da esquerda de Thiago Carleto.

O Volta Redonda, com 13 jogadores que participaram do Campeonato Carioca fora do elenco, entrou em campo para só ir à frente na boa. Mas foi difícil encaixar algum ataque importante. Como o Tricolor não criava mais nenhuma boa oportunidade, Fábio, filho do técnico Abel Braga, resolveu tentar sozinho e foi fazendo fila até entrar na área e quase sem ângulo, diante de João Gabriel, chutar de pé canhoto para fora, aos 27. Mas foi só na primeira etapa, que teve em seus últimos minutos o Voltaço mais presente no setor ofensivo, mas sem chegar perto do gol.

Wagner (19) abraça Fábio na comemoração do primeiro gol do Flu 
(Foto: Dhavid Normando / Photocamera)

Flu marca no início e no fim e ainda perde pênalti
O segundo tempo começou de forma semelhante à etapa inicial, mas com uma diferença: o Fluminense conseguiu abrir o marcador. Wagner cobrou escanteio pela direita, e Fábio no primeiro pau, de cabeça, colocou a bola na rede e foi cumprimentar seu pai, que comandava a equipe à beira do gramado. O gol não acomodou o Tricolor, que passou a buscar o segundo.

Porém, a melhor chance só veio aos 26, com Araújo, que havia substituído Samuel um minuto antes. O atacante pegou um rebote na meia-lua e tentou colocar, mas a bola passou à esquerda de João Gabriel e foi para fora. O Voltaço não exibia qualquer poder de reação, até que Joabe, que entrara pouco antes no lugar de Sampson, acertou o travessão em belo chute de fora da área, aos 33.

O susto deixou o Tricolor em alerta e num contra-ataque, aos 34, Marcos Júnior tomou a bola de Róbson, mas sozinho diante de João Gabriel, depois de uma firula, acertou o pé direito do goleiro. No rebote, Wagner foi derrubado na área. Pênalti que Lanzini, péssimo em campo desde o início, desperdiçou: João Gabriel defendeu bem no seu canto direito.

Lanzini, que jogou mal e perdeu pênalti, dá combate a Marcelo 
(Foto: Dhavid Normando / Photocamera)

O goleiro do Voltaço ainda impediu outro gol do Flu em mais duas oportunidades, em uma bomba de Carleto de fora da área, aos 41, e em chute colocado de Araújo, à queima-roupa, aos 42. Apesar da boa atuação, João Gabriel não conseguiu evitar o Tricolor chegasse ao segundo, garantisse a vitória e mais um troféu para a sua coleção. Araújo recebeu na área, driblou o arqueiro e tocou para a rede, aos 47. A pequena torcida tricolor presente ao estádio do Bangu não resistiu e gritou: "É campeão, é campeão".

Times:
Fluminense: Ricardo Berna, Wallace, Digão, Fábio e Thiago Carleto; Valencia, Jean, Lanzini e Wagner (Lucas); Matheus Carvalho (Marcos Júnior) e Samuel (Araújo).

Volta Redonda: João Gabriel, Rodrigo, Robson, Marcelo e Tiago Costa; Botineli, Gláuber, Luiz Henrique (Nandinho) e Sampson (Joabe); Vinícius e Jhonnattann.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que fazemos em vida ecoa na eternidade!!!