sexta-feira, 27 de abril de 2012

Cine PE: Falha no som prejudica exibição do longa À Beira do Caminho


Foto: Dayvison Nunes/JC Imagem
Mariana Dantas Do NE10
O diretor Breno Silveira e o elenco de À Beira do Caminho subiram ao palco antes da exibição do filme

A primeira noite do Cine PE - Festival do Audiovisual de Pernambuco tinha tudo para ser perfeita. Bom público, sem filas na bilheteria, pouco atraso para a exibição dos filmes, além da presença de atores e outros profissionais de cinema. No entanto, uma falha na equalização do som acabou prejudicando a exibição de À Beira do Caminho - único longa exibido na noite desta quinta-feira (26) e um dos mais esperados da Mostra Competitiva de Longa-Metragem. 

O som estava tão ruim que, em vários momentos da exibição, ficou difícil compreender o diálogo entre os protagonistas do filme, interpretados pelo ator João Miguel e pelo garoto Vinícius Nascimento.

O diretor do longa, Breno Silveira, ficou irritado com o problema e deixou o teatro do Centro de Convenções, em Olinda, antes do filme terminar. Uma amiga do diretor contou ao NE10 que Breno Silveira pensou em pedir para a organização do evento interromper a sessão, mas desistiu da ideia em consideração ao público. Ele ainda pensa na possibilidade de retirar o longa da competição. 

No início da noite, em entrevista ao NE10, Breno Silveira fez questão de ressaltar como estava feliz por seu filme ser exibido pela primeira vez no Festival de Cinema de Pernambuco. "Este filme começou a ser produzido em 2010 e ficou guardado para estrear no momento certo. Escolhi participar do festival de Pernambuco por causa do público, que gosta de opinar sobre as produções. Espero que o longa emocione e seja bastante aplaudido", contou.
O ator João Miguel também falou da alegria em participar do festival. "Adorei participar filme, que fala de amor e de perda. E estou feliz em estar aqui, prestigiando a sua estreia", disse. O pequeno Vinícius Nascimento também estava presente no Centro de Convenções. 

À Beira do Caminho traz o ator João Miguel como um caminhoneiro que tem sua vida modificada ao dar carona a um menino, que sonha em encontrar o pai em São Paulo. Com cara de road movie, a produção tem no elenco Dira Paes, Denise Weinberg e trilha sonora de Berna Ceppas, responsável pelo disco recente de Céu. 

Mesmo com a falha do som, a história de amizade entre caminhoneiro e o menino emocionou o público. "O som atrapalhou um pouco, mas fiquei emocionada com o filme", disse a analista em mídias sociais Tatiana Miranda, de 22 anos. 

CURTAS - O curta mais aplaudido do primeiro dia da mostra competitiva foi a ficção Depois da Queda (MT), de Bruno Bini. O curta mostra coincidências improváveis vividas por uma prostituta, um publicitário e um professor universitário que vê a filha ir para a UTI após a morte da esposa. 

A animação O Descarte (PR), de Carlon Hardt e Lucas Fernandes, e a ficção Qual Queijo Você Quer (SC), de Cintia Domit Bittar, também foram aprovadas pelo público.

Marcado para começar às 20h, a abertura do festival teve início cerca de vinte minutos depois. Antes da exibição dos filmes, o público se divertiu com um monólogo apresentado pelo ator Sérgio Gusmão, que, de forma bem-humorada, falou sobre a mania de grandeza dos pernambucanos. 

PÚBLICO - Além de João Miguel e Vinícius Nascimento, outros atores do cenário nacional prestigiaram o Cine PE nesta quinta, como Odilon Wagner, Ingra Liberato, Angêlo Antônio, Bete Mendes e Ney Latorraca, que é um dos homenageados desta edição junto com Fernando Meirelles e Cacá Diegues. 

SEXTA - A programação desta sexta-feira (27) traz os curtas Zuleno (PE), Isso Não é o Fim (BA) e Quadros (PR). Já o longa será Paraísos Artificiais (RJ), de Marcos Prado. As entradas custam R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia) à venda na bilheteria do Teatro.

Fonte: NE10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que fazemos em vida ecoa na eternidade!!!