domingo, 29 de abril de 2012

Atores e fãs lamentam fim do Playcenter

Nas últimas Noites do Terror, atores e fãs lamentam fim do Playcenter
Parque investiu R$ 4 milhões na contratação de profissionais para evento.
Noites do Terror começaram no sábado e vão até o início de julho.
Paulo Toledo Piza Do G1 SP

Jason é um dos personagens das Noites do Terror (Foto: Flavio Moraes/G1)

Excitação e tristeza dominavam os atores no camarim do Playcenter, na Zona Oeste de São Paulo, na tarde deste sábado (28), horas antes da abertura das Noites do Terror. O motivo da mistura de sentimentos era o fato de esta ser a última temporada do evento, já que o parque de diversões fechará as portas em 29 de julho.

Enquanto vestia um uniforme de jogador de futebol americano e fazia retoques na maquiagem de zumbi, o dançarino Paulo Dutra, de 31 anos, lembrava com carinho da primeira vez que pisou no Playcenter, aos 8 anos. "Eu cresci aqui. Gosto de tudo aqui, de todos os brinquedos mesmo”, disse. Esta é a quinta vez que ele participa das Noites do Terror (antes ele interpretou um sultão egípcio, um matador de vampiros, um canibal e um mago).

Com o tema “Todos os Medos Juntos”, esta edição conta com monstros que ganharam fama nos cinemas, como Jason, Freddy Krueger, Pinhead (da série "Hellraiser") e Jigsaw (da série "Jogos Mortais"), e outros comuns, como zumbis e múmias. Eles estão espalhados por 18 áreas temáticas, em cinco labirintos e três passagens. O parque investiu cerca de R$ 4 milhões na contratação de 300 profissionais, incluindo 180 atores. Além dos sustos, os visitantes também podem se divertir nos brinquedos no período noturno.

Jigsaw atraiu os olhares e as câmeras dos visitantes (Foto: Flavio Moraes/G1)

Costureira e atriz nas horas vagas, Larice Sousa Castro, de 25 anos, estava ansiosa para assustar os frequentadores do parque com sua interpretação da sinistra Samara, a jovem protagonista do filme “O Chamado”. “O pessoal fica com medo mesmo. É bem bacana.” Quando questionada sobre o fim do parque, ela desfez o sorriso e afirmou: “Fiquei muito triste com isso. O Playcenter vai deixar saudade.”

Fãs
Os atores não eram os únicos a sentir tristeza pelo fim do parque. “Trazia muitas pessoas para esse evento, e agora não terá mais”, disse o empresário e dono de uma agência de viagens Evandro Feliciano da Silva, de 25 anos. O fã, que já frequentou outras 11 edições das Noites do Terror, disse que esta é a melhor de todas. “Principalmente porque é a última e porque é a que tem mais monstros. Tem personagens de todos os filmes de terror”, disse.

A variedade de criaturas do além também impressionou o ator Diogo Avlis, de 28 anos. “Achei incrível, principalmente a parte dos palhaços. É que tenho fobia de palhaço e fiquei muito assustado”, disse. Entre as atrações de sua preferência está o labirinto do hospital.

Com sala de espera, atendentes e médicos mortos-vivos e paredes cheias de sangue, o hospital é um dos lugares mais assustadores do parque. Segundo o cenógrafo Wilson Mello, o Will, responsável pelas instalações do evento, seu pessoal trabalhou duro para passar a sensação de verossimilhança aos visitantes. “A gente caprichou bastante. Os temas são legais e a gente se esforçou para o pessoal ficar com bastante medo.”

A última temporada das Noites do Terror acontece aos sábados, domingos e feriados até 1º de julho, das 12h às 21h. Os preços de entrada variam de R$ 57 (adultos) a R$ 32 (crianças de 3 a 10 anos). Quem tem menos de 10 anos precisa estar acompanhado dos pais ou de um representante legal. Pessoas com menos de 3 anos e mais de 60 entram de graça.

As possuídas, entre elas Samara, são assustadoras (Foto: Flavio Moraes/Divulgação)

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que fazemos em vida ecoa na eternidade!!!