segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Baianos frustrados com a derrota de Carlinhos Brown no Oscar

Baianos frustrados com a derrota de Carlinhos Brown no Oscar


Man or Muppet superou Real in Rio no Oscar 2012

Não foi desta vez. A apreensão pairava no ar. Os prêmios eram anunciados e nada do mais importante da noite deste domingo (26). Melhor Filme? Não em Salvador. Na capital baiana, o troféu que mereceu mais atenção foi o de Melhor Canção Original, que tinha como um dos indicados o soteropolitano Carlinhos Brown, pela música "Real in Rio" (da animação Rio), feita em parceria com o carioca Sérgio Mendes e a cantora norte-americana Siedah Garett. Mas quem ganhou foi "Man or Muppet", do filme Os Muppets, com letra e música de Bret McKenzie, causando enorme frustração na plateia, que, no entanto, já esperava o resultado.

Quando os atores Will Ferrell e Zach Galifianakis entraram no palco para anunciar o vencedor da categoria, todos os presentes no Boteco do França, no bairro do Rio Vermelho, se calaram. Assim que o envolope foi aberto, um suspiro coletivo tomou o espaço. O local foi escolhido pelo grupo Amantes da Sétima Arte, que existe há 20 anos. Os cinéfilos se juntam durante todo o ano para ir assistir filmes e, anualmente, para acompanhar a transmissão da entrega do Oscar.

Os integrantes do grupo realizam um bolão todos os anos para premiar o cinéfilo que acertar mais vencedores. O quesito Melhor Canção Original, que apesar de ter apenas dois indicados havia sido um dos mais difíceis de escolher. Itamar Paixão, 38 anos, disse que pelo coração, votaria na música de Carlinhos Brown, mas pela razão - e pelo prêmio do bolão, teve que escolher a opção norte-americana, que, para ele, deveria agradar mais os votantes da Academia que promove o Oscar. "Os Muppets são uma febre por lá. Musicalmente, eu acho Real in Rio melhor, mas acho que eles vão escolher Man or Muppet". Itamar acertou.

Já a arquiteta Júlia Cruz, 24 anos, errou. Das 35 pessoas inscritas na "competição", surpreendentemente, apenas ela e mais duas pessoas votaram na canção de Brown. E ela explica o porquê. "Todo mundo sabe que Real in Rio é melhor, mas infelizmente não é necessariamente a qualidade que conta nesses prêmios. No meu caso, eu votei no que eu acredito", falou a jovem, que participou do bolão do Amantes da Sétima Arte pela primeira vez ano passado.

O resultado confirmou o que o idealizador do grupo, Mário Edson, havia previsto. De acordo com ele, devido aos sucessivos "fracassos" do Brasil na premiação, tende-se a não acreditar que o país leve o Oscar. "Já virou quase folclore, mas eu estou torcendo bastante", afirmou.

Fonte: NE 10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que fazemos em vida ecoa na eternidade!!!